Publicações recentes

Contributors

8 dicas para diminuir os gases

quinta-feira, 24 de outubro de 2013

Todos produzimos gases durante o dia e isso não causa nenhum desconforto, o problema é quando, devido a alguns alimentos, medicamentos ou mesmo intolerâncias alimentares, a produção de gases é maior.
Mas grande parte das causas do excesso de gases está mesmo relacionada a alimentação e, adotando alguns hábitos você pode se sentir melhor!
Os carboidratos são os maiores responsáveis pela produção e liberação dos gases, pois não são quebrados durante a passagem pelo estômago.

Como o intestino não produz as enzimas responsáveis pela sua digestão, eles são fermentados por bactérias que ali residem, produzindo gases.

Outros fatores podem estar também relacionados, como a prisão de ventre, por exemplo. O intestino preso faz com que a comida demore mais tempo para passar pela parte inferior do aparelho digestivo, provocando maior fermentação dos alimentos e consequentemente, maior formação de gases.
Veja abaixo algumas atitudes que podem te ajudar a livrar-se deste desconforto.
Consuma fibras
As fibras colaboram para o seu intestino funcione regularmente, evitando o acúmulo de gases. Mas de nada adianta consumir fibras e não beber água. Então, beba em média 1,5 litros de água por dia.
Pratique exercícios
Os exercícios físicos proporcionam movimentos no intestino grosso, o que facilita o peristaltismo, que é o movimento feito pelo intestino para empurrar o bolo alimentar.
Faça as refeições em silêncio e com calma
Evite conversar enquanto se alimenta, assim reduz o ar engolido entre as garfadas e diminui o acúmulo de gases. Não mastigar bem os alimentos também favorece o acúmulo de gases.
Diga não as bebidas com gás
O consumo de bebidas gaseificadas aumenta a quantidade de gases no estômago.
Um chazinho faz bem
Um estudo realizado pela Universidade Federal de Sergipe (UFS), concluiu que o chá de hortelã diminui a contração de certos músculos intestinais, o que evitaria o acúmulo de gases.
Cuidado com certos alimentos
Fique atento quando consumir certos alimentos, como: feijão, lentilha, repolho, couve, pois são ricos em fibras e aminoácidos com grande poder de fermentação, por isso modere na quantidade.
Fique de olho na lactose
Algumas alergias e intolerâncias alimentares podem aumentar o acúmulo de gases. Se percebe que o problema piora quando consome alimentos com lactose, vale a pena ir ao médico e investigar uma possível intolerância.
Diminua o consumo de gorduras
O excesso de gordura na dieta dificulta a digestão, e consequentemente aumenta os gases. Diminua o consumo de frituras, doces muito elaborados, pratos mais pesados, e prefira queijos magros.

    Por:
    Camila Rebouças de Castro
    Nutricionista - CRN-3 14.112

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário