$type=ticker$count=8$cols=4$cate=0

$type=grid$count=4$tbg=$meta=0$snip=0$rm=0$show=home

A carnificina brasileira, homicídios no Brasil é maior que a soma de vários países

SHARE:

O mapa acima mostra uma situação digna de um realismo fantasticamente miserável. Através dele somos informados de que o número de assassi...


O mapa acima mostra uma situação digna de um realismo fantasticamente miserável. Através dele somos informados de que o número de assassinatos anuais no Brasil é equivalente ao dos países em azul... SOMADOS!
Ou seja, somando-se todos os assassinatos de China (1,3 bilhão de habitantes), Estados Unidos (320 milhões), Indonésia (255 milhões), Rússia (146 milhões), Japão (126 milhões), da Europa Ocidental (397 milhões), etc, chega-se ao número equivalente ao de brasileiros mortos. Lembrando que nosso país tem algo como 210 milhões de habitantes.
Ou seja, o risco de um brasileiro ser assassinato é desproporcionalmente maior do que aquele experimentado pelos cidadãos de todos esses países. Somos, portanto, um país de assassinos e de assassinados. Quais são as razões dessa tragédia? Como todo fenômeno complexo, há uma série de explicações simplistas e oferta de soluções fáceis.
Para os "progressistas", a causa é a miséria e a desigualdade de renda. Fosse o Brasil um lugar mais justo, a criminalidade cairia. Ocorre que a relação entre pobreza/desigualdade e criminalidade não parece ser assim tão imediata. A tabela abaixo traz os dados para os dez países mais populosos do mundo, entre os quais o Brasil.

Vê-se que, a partir da base de dados utilizada, o Brasil tem renda média inferior apenas àquelas de EUA, Rússia e Japão. Mesmo assim, somos os líderes de assassinatos nessa amostra.
O Paquistão, que tem renda igual a 10% da brasileira, apresenta uma taxa de 7,81, menor que a observada nos estados mais "seguros" do Brasil (como veremos adiante). Mais impressionante ainda é o caso da Indonésia, cuja renda é menor que 50% da brasileira, mas cuja taxa de assassinato fica abaixo de um para cada 100 mil habitantes.
A desigualdade parece ser uma variável mais promissora, já que o Brasil apresenta o pior índice de Gini de nossa amostra, mas mesmo países mais pobres e também muito desiguais – como a Nigéria – apresentam taxas muito inferiores à média brasileira.
O gráfico abaixo mostra a relação entre renda per capita e taxa de assassinatos para os países sul-americanos.

Ainda que os países de maior renda per capita da região – Argentina, Chile e Uruguai – tenham taxas de assassinatos abaixo de dez por 100 mil habitantes, vemos que países muito mais pobres que o Brasil – como Peru, Paraguai, Bolívia, Equador e Guiana Francesa – apresentam taxas de variam de 7,16 (Peru) e 12,4 (Bolívia).
Ou seja, quando analisamos o cenário internacional, vê-se que a pobreza e a desigualdade existentes no Brasil não são suficientes para explicar nossa tragédia.
No nível subnacional, a tese "progressista" parece mais robusta, afinal, em 2015, os estados que tinham menor taxa de assassinatos – São Paulo (12,2) e Santa Catarina (14) - são estados de renda significativamente mais elevadas que os estados mais violentos – Sergipe (58,1), Alagoas (52,3), e Ceará (46,7). Porém, quando analisamos esse processo ao longo do tempo, as coisas se complicam um pouco.
Em 2005, o Ceará (21) tinha taxa inferior à de São Paulo (21,9); o Rio Grande do Norte (13,5), era pouco mais violento que Santa Catarina (10,8). Ou seja, em uma década, alguma coisa andou muito errado no Nordeste, e outra coisa andou não tão horrível em São Paulo. As teses preferidas dos conservadores também não parecem assim tão robustas.
Por exemplo, muito se diz que a causa da violência no Brasil é o fato de a Justiça não funcionar, de haver muito bandido solto pela praça isso é inegável.
Olhando a tabela 1, porém, vemos que a taxa de encarceramento no Brasil só é menor do que aquela verificada nos Estados Unidos e na Rússia. São 193 presos para cada grupo de 100 mil brasileiros. Na Índia esse valor é de 30, e sua taxa de assassinato é de 3,21.
A taxa de encarceramento brasileira aumentou 67% entre 2004 e 2014. Nesse último ano havia 622 mil presos no país, tínhamos então a quarta maior população carcerária do mundo, atrás apenas de EUA (2,2 milhões), China (1,65 milhão) e Rússia (644 mil).
Esse aumento na população carcerária ocorreu de modo concomitante com a piora nos números de homicídio. Isso NÃO significa que não adiante prender criminosos, mas parece mostrar que o aumento no número de presos NÃO É CONDIÇÃO SUFICIENTE para redução da criminalidade.
Ou seja, muita gente está sendo presa no Brasil, mas continuamos a viver uma carnificina.
Outra hipótese interessante: alguns podem dizer que o problema do Brasil é a falta de religião. Somos assassinos por não temermos a Deus. Essa tese tampouco parece robusta. Japão e China, os dois países menos religiosos da amostra, possuem taxas abaixo de um. Enquanto no Brasil, onde 75% das pessoas dizem que a religião é muito importante em suas vidas, temos uma taxa de quase 29 assassinatos por 100 mil habitantes.
O que gostaríamos de mostrar nesse texto é que não existem respostas nem soluções fáceis para o problema da violência no Brasil.
O problema é que enquanto não enfrentamos esse problema, idiotas cuja argumentação gravita em torno de clichês como "bandido bom é bandido morto" ou "tá com pena? Leva pra casa" vão ganhando apoio da população.
Nas Filipinas, o atual presidente é dessa laia: vive a elogiar, proteger e estimular grupos de extermínio.
Isso não está distante de nós, onde a cada chacina da Candelária e do Carandiru, há sempre uma turba a dizer "podia ter uma todo dia!".
*Este artigo é de autoria de colaboradores ou articulistas do HuffPost Brasil e não representa ideias ou opiniões do veículo. Mundialmente, o HuffPost oferece espaço para vozes diversas da esfera pública, garantindo assim a pluralidade do debate na sociedade.

COMENTÁRIOS

Nome

Ambiente,93,Beleza,9,Cidades,250,Cinema,94,Colunistas,31,Comportamento,46,Concursos,96,Curiosidades,23,Diversos,705,Economia,151,Educação,168,Empregos,179,Esportes,211,Eventos,223,Flagrante,19,Gente,224,História,26,Humor,4,Internacional,60,Jogos,9,Justiça,123,Polícia,1961,Política,225,Religião,41,Saúde,200,Tecnologia,55,Trânsito,297,Vídeo,85,
ltr
item
Coisas de Socorro - NOSSA SENHORA DO SOCORRO E CONTEÚDO RELEVANTE: A carnificina brasileira, homicídios no Brasil é maior que a soma de vários países
A carnificina brasileira, homicídios no Brasil é maior que a soma de vários países
https://2.bp.blogspot.com/-bNxv6eYPbbE/WiLjW95a3CI/AAAAAAAAKRk/97KGqC05UTs3o_NN-XdX1ekM3PDeiuVZgCLcBGAs/s640/carnificina%2Bbrasileira.png
https://2.bp.blogspot.com/-bNxv6eYPbbE/WiLjW95a3CI/AAAAAAAAKRk/97KGqC05UTs3o_NN-XdX1ekM3PDeiuVZgCLcBGAs/s72-c/carnificina%2Bbrasileira.png
Coisas de Socorro - NOSSA SENHORA DO SOCORRO E CONTEÚDO RELEVANTE
http://www.coisasdesocorro.com.br/2017/12/a-carnificina-brasileira-homicidios-no.html
http://www.coisasdesocorro.com.br/
http://www.coisasdesocorro.com.br/
http://www.coisasdesocorro.com.br/2017/12/a-carnificina-brasileira-homicidios-no.html
true
5139585072829268810
UTF-8
Loaded All Posts Not found any posts VER TUDO Ver mais Reply Cancel reply Delete By Home PAGES PUBLICAÇÕES Ver tudo RECOMENDADO PARA VOCÊ MARCADOR ARCHIVE PESQUISAR TODAS PUBLICAÇÕES Nenhum resultado encontrado VOLTAR PARA PÁGINA PRINCIPAL Sunday Monday Tuesday Wednesday Thursday Friday Saturday Sun Mon Tue Wed Thu Fri Sat January February March April May June July August September October November December Jan Feb Mar Apr May Jun Jul Aug Sep Oct Nov Dec just now 1 minute ago $$1$$ minutes ago 1 hour ago $$1$$ hours ago Ontem $$1$$ days ago $$1$$ weeks ago mais de 5 semanas atrás Seguidores Seguir PARA DESBLOQUEAR O CONTEÚDO SIGA OS PASSOS ABAIXO PASSO 1: Compartilhe. PASSO 2: Clique no link para desbloquear Copie todo o código Selecione todo o código Todos os códigos foram copiados para sua área de transferência Não é possível copiar os códigos / textos, por favor pressione [CTRL] + [C] (ou CMD + C com Mac) para copiar