$type=carousel$count=12$cols=4$cate=0=hide-label

O Marketing político nas campanhas eleitorais

SHARE:

O marketing político é um sistema que opera de forma permanente em favor da gestão pública. Já o marketing eleitoral é um conjunto de t...

O marketing político é um sistema que opera de forma permanente em favor da gestão pública. Já o marketing eleitoral é um conjunto de técnicas e procedimentos que tem como objetivo preparar o candidato para o seu eleitor, visando assegurar maior visibilidade e coerência com as propostas a serem apresentadas, ele buscará se diferenciar dos seus concorrentes que estiverem na sua frente perante a corrida eleitoral.

De acordo com LINS DA SILVA, (...) “marketing político é um conceito amplo e abrangente, a partir do qual derivamos outros termos, como por exemplo: marketing eleitoral, propaganda política, propaganda eleitoral, publicidade política, publicidade eleitoral, propaganda ideológica, opinião pública e imagem pública. O conceito de Marketing Político normalmente deve trabalhar e harmonizar todos os outros conceitos citados.  (LINS DA SILVA, Carlos Eduardo. O marketing eleitoral. São Paulo: Publifolha, 2002 – Folha Explica, p. 32).


Pode-se destacar no marketing político algumas funções essenciais para qualquer candidato ou gestor público no curso do seu mandato. A citar:

- Posicionar o candidato (produto) na mente do eleitor (consumidor);
- Criar familiaridade ou relacionamento entre o “político” e a população;
- Ou mesmo, apresentar as realizações materiais da sua gestão.

Quanto a sua aplicação nos dias atuais, é notória a superficialidade e improvisação diante das reais necessidades das pessoas. São muitos candidatos que se equivocam no uso da propaganda eleitoral durante as suas campanhas. Muitos deles acreditam que a panfletagem nas ruas, as horas em carros de som pelas avenidas será o suficiente para agregar valor à sua imagem e reputação.

Algumas dicas essenciais para os cidadãos e candidatos:

- A população tem diversas carências, não se coloque como o “salvador da pátria absoluto”. Não prometa o irrealizável, os seus eleitores irão cobrar com justiça.

- O candidato tem muitos escândalos nas costas.  Será que ele deve realmente levar a candidatura a diante só porque acredita que possui os melhores profissionais de marketing?

- Diante dos problemas sociais históricos, apresente soluções viáveis sem criar fantasias, mesmo porque a população no mundo em geral tem estado mais crítica, atenta e participativa da vida política e administrativa do seu país.  

- Numa Democracia, se é candidato à Presidência da República, não se deverá se comportar como governador destinando atenção para este ou aquele Estado com certa exclusividade. Abrirá portas para a rejeição em outros Estados. Da mesma forma o candidato a Governador, não pode se comportar como prefeito, focando apenas para Bairros de determinadas cidades. O resultado é o mesmo, rejeição em outras cidades.

Conclusão: No Estado Democrático de Direito há muitas formas de acesso a informação. Entretanto, o cidadão deve exercer o seu responsável papel realizando uma análise clara das propostas de campanha dos candidatos, confrontando ideias, enfim, pesquisando. É importante ler a Carta Magna do País – a Constituição Federal Brasileira, no sentido de saber com maior fundamentação sobre parte dos seus direitos e deveres, mesmo porque há candidatos que nunca tocou na legislação e irá legislar para o eleitor.

São algumas das questões que por hora deve iniciar uma reflexão. Que você possa levar em consideração os pontos aqui abordados, questionando claro, o que não lhe convir, mas sem perder o exercício da sua cidadania. Boas Eleições!

*Autor: Uemerson Florêncio – Empreendedor. Brasileiro, nascido em Salvador-Bahia. Realiza treinamentos na área de negócios e atua com desenvolvimento de Cidades. É Palestrante, pesquisador do Núcleo de Pesquisa e Desenvolvimento (P&D) da Khalifa Business, agência de negócios. Área de concentração acadêmica Relações Públicas com marketing pela Universidade Católica do Salvador – UCSAL e Comunicação e marketing pela UNIFACS. www.facebook.com/uemerson.florencio

COMENTÁRIOS

Nome

Ambiente,98,Beleza,10,Cidades,255,Cinema,95,Colunistas,34,Comportamento,47,Concursos,98,Curiosidades,27,Diversos,732,Economia,163,Educação,176,Empregos,191,Esportes,224,Eventos,236,Flagrante,21,Gente,232,História,28,Humor,4,Internacional,64,Jogos,9,Justiça,126,Polícia,2044,Política,242,Religião,42,Saúde,205,Tecnologia,61,Trânsito,308,Vídeo,90,
ltr
item
Coisas de Socorro - NOSSA SENHORA DO SOCORRO E CONTEÚDO RELEVANTE: O Marketing político nas campanhas eleitorais
O Marketing político nas campanhas eleitorais
http://2.bp.blogspot.com/-Lz_qCIkFK6Q/VCHFwbC7oyI/AAAAAAAABYo/3q904xdMxHY/s1600/eleicao-marketing.jpg
http://2.bp.blogspot.com/-Lz_qCIkFK6Q/VCHFwbC7oyI/AAAAAAAABYo/3q904xdMxHY/s72-c/eleicao-marketing.jpg
Coisas de Socorro - NOSSA SENHORA DO SOCORRO E CONTEÚDO RELEVANTE
https://www.coisasdesocorro.com.br/2014/09/o-marketing-politico-nas-campanhas.html
https://www.coisasdesocorro.com.br/
https://www.coisasdesocorro.com.br/
https://www.coisasdesocorro.com.br/2014/09/o-marketing-politico-nas-campanhas.html
true
5139585072829268810
UTF-8
Loaded All Posts Not found any posts VER TUDO Ver mais Reply Cancel reply Delete By Home PAGES PUBLICAÇÕES Ver tudo RECOMENDADO PARA VOCÊ MARCADOR ARQUIVO SEARCH TODAS PUBLICAÇÕES Nenhum resultado encontrado VOLTAR PARA PÁGINA PRINCIPAL Sunday Monday Tuesday Wednesday Thursday Friday Saturday Sun Mon Tue Wed Thu Fri Sat January February March April May June July August September October November December Jan Feb Mar Apr May Jun Jul Aug Sep Oct Nov Dec just now 1 minute ago $$1$$ minutes ago 1 hour ago $$1$$ hours ago Ontem $$1$$ days ago $$1$$ weeks ago mais de 5 semanas atrás Seguidores Seguir ESTE CONTEÚDO PREMIUM ESTÁ BLOQUEADO PASSO 1: Compartilhar. PASSO 2: Clique no link que você compartilhou para desbloquear Copie todo o código Selecione todo o código Todos os códigos foram copiados para sua área de transferência Não é possível copiar os códigos / textos, por favor pressione [CTRL] + [C] (ou CMD + C com Mac) para copiar